(In)Substituível?

Acabe foi um rei de Israel, cuja ruína foi profetizada por Elias. E, devido á sua fraqueza espiritual, tornou-se um instrumento de manipulação de Jezabel (sua esposa), induzindo o povo á pecar gravemente contra Deus. ¹

Após Deus agir de forma poderosa através de Elias e a subsequente destruição dos quatrocentos profetas de Baal diante de todo o povo, a idólatra Jezabel jurou este profeta de morte. Portanto, ele fugiu ao deserto e, com a fé abalada, disse: ²

“Já basta, ó Senhor; toma agora a minha vida, pois não sou melhor do que meus pais.
E deitou-se, e dormiu debaixo do zimbro; e eis que então um anjo o tocou, e lhe disse: Levanta-te, come.
E olhou, e eis que à sua cabeceira estava um pão cozido sobre as brasas, e uma botija de água; e comeu, e bebeu, e tornou a deitar-se.
E o anjo do Senhor tornou segunda vez, e o tocou, e disse: Levanta-te e come, porque te será muito longo o caminho.( 1Rs 19.4-7)

Assim Elias o fez, e numa espécie de jejum, “com a força daquela comida caminhou quarenta dias e quarenta noites até Horebe, o monte de Deus.” ( 1Rs 19.8)

Esta foi a terceira vez que Elias foi alimentado por provisão divina, segundo a necessidade que possuía. Este alimento era espiritual, pois o fortaleceu por muitos dias sobrenaturalmente.  ³

O monte Horebe (monte Sinai) foi o local no qual Deus se revelou a Móisés. E, semelhantemente ao vivenciado por este, Deus convocou Elias a se preparar para receber uma revelação divina. 4

E ali entrou numa caverna e passou ali a noite; e eis que a palavra do Senhor veio a ele, e lhe disse: Que fazes aqui Elias?
E ele disse: Tenho sido muito zeloso pelo Senhor Deus dos Exércitos, porque os filhos de Israel deixaram a tua aliança, derrubaram os teus altares, e mataram os teus profetas à espada, e só eu fiquei, e buscam a minha vida para ma tirarem.” ( 1Rs 19.9-10)

Deus disse á Elias:

Sai para fora, e põe-te neste monte perante o Senhor.” ( 1Rs 19.11)

Elias protegeu o próprio rosto com a sua capa (pois ninguém suporta ver a plenitude da glória de Deus e viver) ao notar a força do vento, fogo e terremotos, crendo que o Senhor se manifestaria através dos mesmos. 5

Estes fenômenos naturais foram apenas sinais que confirmavam a atividade e presença divina no monte Sinai, e não a  revelação da pessoa do Altíssimo. Deus o surpreendeu ao se revelar por intermédio de uma voz mansa e delicada:

“Que fazes aqui, Elias?” ( 1Rs 19.13)

Através desta insistente pergunta, o Senhor instigou este profeta á dizer o verdadeiro motivo da fuga e revisar a própria resposta. Além de o alertar quanto a onipresença e onisciência divinas. No entanto, Elias glorificou a si e justificou seu comportamento através de falhas alheias, segundo a mesma resposta anteriormente dada.

O Todo Poderoso possui diversas formas de se revelar á humanidade. E, uma delas é através dos imensuráveis elementos de sua criação. Logo, peçamos discernimento á Deus Pai para compreendermos suas manifestações e verdades. 6

Em seguida, o Senhor disse-lhe “Vai, volta pelo teu caminho para o deserto de Damasco” e unja Eliseu como profeta em teu lugar. 7

Elias foi corajoso reformista religioso, repreendeu reis e viveu extraordinárias experiências com Deus. No entanto, desistiu do próprio ministério após a ameaça de uma mulher. Inclusive, demonstrou o quão falível foi ao julgar ser o único fiel á Deus, visto que Ele o respondeu: 8

Também deixei ficar em Israel sete mil: todos os joelhos que não se dobraram a Baal, e toda a boca que não o beijou.” (1 Rs 19.18)


Elias ao encontrar Eliseu, lançou sua capa sobre este, designando-o como seu sucessor. Eliseu recebeu este chamado prontamente e com alegria. Despediu-se de sua família e, posteriormente, seguiu e serviu Elias.  9

Através do ministério de Elias, compreendemos que por mais experientes sejamos, estamos sujeitos a cometer falhas e não somos insubstituíveis. Inclusive, há sempre um remanescente disposto á cumprir os desígnios do Senhor de forma que O agrade.  ¹º

A única pessoa insubstituível no reino do Senhor é Jesus. Ele é o único caminho que conduz e reflete a exata pessoa de Deus Pai; a oferta ímpar, perfeita e suficiente para remissão de todos nossos pecados; o cabeça, Senhor e Salvador da igreja. ¹¹


“Por que quem compreendeu a mente do Senhor? ou quem foi seu conselheiro?
Ou quem lhe deu primeiro a ele, para que lhe seja recompensado?
Porque dele e por ele, e para ele, são todas as coisas; glória, pois, a ele eternamente. Amém.” (Rm 11.34-36)


A paz do Senhor!

Referências:

  1. 1 Rs 21.4; 21.7-25
  2. 1 Rs 19. 1-3
  3. 1 Rs 17.6; 17.15
  4. Ex 3.1; Dt 1.2; 1.6; 1.19; 4.10; 5.2; Lv 7.38; 25.1
  5. Ex 33.20; 1 Rs 19.11-12
  6. Gn 1; 2.1-9; Rm 1.20; 11.36; Tg 1.5
  7. 1 Rs 19.14-16
  8. 1 Rs 19.14-18
  9. 1 Rs 19.19-21
  10. Rm 11.2-5; 2 Co 9.6-8
  11. Jo 14.6; Ef 5.23; Cl 1.12-22; Hb 10.12
FacebookTwitterGoogle+Compartilhar

Publicado por

Gisele

" É necessário que Ele cresça e que eu diminua." (Jo 3.30)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *