Fortificados na Fé

Jó foi um homem íntegro e o mais rico do oriente em sua época. Em apenas um dia, ele perdeu todos seus servos, seus dez filhos e riquezas. 1

Sem atribuir á Deus qualquer falta, adorou ao Senhor e disse:

 Nu saí do ventre de minha mãe e nu tornarei para lá; o Senhor o deu, e o Senhor o tomou: bendito seja o nome do Senhor.” (Jó 1.21)

Desta forma, Jó reconheceu a soberania de Deus e demonstrou servi-lO não pelo que Ele tinha a oferecer, mas pelo que Ele é.

Enquanto muitas pessoas murmuram a Deus quando enfrentam alguma dificuldade, Jó escolheu adorá-lO (um ato de fé). 

A Palavra diz que “o Senhor ouve os necessitados, e não despreza os seus cativos.” (Sl 69.33)

Jó clamou ao Senhor na angústia. Logo, obteve momentos de maior intimidade com Deus, o que o fortaleceu, o fez crescer espiritualmente e receber vitória. 3

Todos foram criados para a glória de Deus e toda vida O pertence. Portanto, o propósito principal da criação de cada  um é que viva para Deus e não para si. 4

Deus conhece profundamente cada ser humano, ama a todos e não permitirá que ele enfrente mal algum que não possa suportar. 5

E sabemos que todas as coisas contribuem juntamente para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito.” (Rm 8.28)

A Palavra de Deus adverte a sermos pacientes nos momentos de dificuldade e buscarmos, em fé, o conselho no Senhor através de sua Palavra. 6


“Ora, a fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não vêem.
Porque por ela os antigos alcançaram testemunho.
Pela fé entendemos que os mundos pela palavra de Deus foram criados; de maneira que aquilo que se vê não foi feito do que é aparente.” (Hb 11.1-3)

Reis, juízes, profetas e outros personagens da bíblia “pela fé venceram reinos, praticaram a justiça, alcançaram promessas, fecharam as bocas dos leões, 

Apagaram a força do fogo, escaparam do fio da espada, da fraqueza tiraram forças, na batalha se esforçaram, puseram em fuga os exércitos dos estranhos.” (Hb 11.33-34)

Logo,  a fé é primordial para fortalecer e encorajar os servos de Deus a superar qualquer dificuldade, além de ser um pré-requisito para se aproximar do Senhor. 7

O patriarca Abraão já idoso, esposo de uma mulher estéril e também idosa, recebeu a promessa de Deus que seria pai de muitas nações. No entanto, “… não duvidou da promessa de Deus por incredulidade, mas foi fortificado na fé, dando glória a Deus…” (Rm 4.20)

Portanto, ao exaltar a grandeza do Senhor e sua obra, que é um ato de fé, atraímos a presença dEle. Consequentemente, somos fortalecidos. 8

Desta forma, nos momentos de dificuldade, o foco não deve ser os problemas, nem tampouco as circunstâncias. Mas sim, semelhantemente a Abraão, glorifiquemos ao Senhor cientes “de que o que Ele tinha prometido também era poderoso para o fazer.” (Rm 4.21)


A paz do Senhor!


Referências:

  1. Jó 1.1-3; 1.22
  2. Ex 6.9; Dt 1.27; Sl 106.25
  3. Jó 19.25; 42.2-6;42.10
  4. Is 43.21; Rm 11.36; ; Ef 1.6; 1.12; 1 Jo 5.18
  5. Sl 139.1; Jr 29.11; Jo 3.16; 1 Co 10.13
  6. Is 30.1; Pv 8.14; Mt 11.29; Rm 12.12
  7. Hb 11.6
  8. Sl 21.13; 145.10-12

FacebookTwitterGoogle+Compartilhar

Publicado por

Gisele

" É necessário que Ele cresça e que eu diminua." (Jo 3.30)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *