Encontro com o Senhor

Jesus e seus  discípulos saindo de Jericó junto com “uma grande multidão, Bartimeu, o cego, filho de Timeu, estava assentado junto do caminho, mendigando.

E, ouvindo que era Jesus de Nazaré, começou a clamar, e a dizer: Jesus, filho de Davi, tem misericórdia de mim.

E muitos o repreendiam, para que se calasse; mas ele clamava cada vez mais: Filho de Davi! tem misericórdia de mim.

 E Jesus, parando, disse que o chamassem; e chamaram o cego, dizendo-lhe: Tem bom ânimo; levanta-te, que ele te chama.

E ele, lançando de si a sua capa, levantou-se, e foi ter com Jesus.” (Mc 10.46-50)

O texto não explica o motivo pelo qual este homem mendigava. Entretanto, é plausível afirmar que tal situação foi consequência de sua deficiência física (cegueira) que o incapacitava á prover recursos para própria sobrevivência, somada ao abandono, ou ausência de amigos e familiares capazes de provê-los á este homem.

No entanto, apesar de possuir uma vida carente de recursos básicos, amigos, ausência de qualquer prestígio social e ainda possuir uma deficiência física, o cego foi persuadido por Jesus á oferecer-Lhe um testemunho público.

“E Jesus, falando, disse-lhe: Que queres que te faça? E o cego lhe disse: Mestre, que eu tenha vista.

E Jesus lhe disse: Vai, a tua fé te salvou. E logo viu, e seguiu a Jesus pelo caminho.” (Mc 10.51-52)

“E logo viu, e seguia-o, glorificando a Deus. E todo o povo, vendo isto, dava louvores a Deus.” (Lc 18.43)

Logo, Jesus nos demonstra que usará o que possuímos para manifestar a Sua glória através de nossa vida. Pois, mesmo que alguém possua carência em alguma área da vida, em Cristo,  poderá suprir uma necessidade de outra pessoa, equilibrando todo o corpo de Cristo (2Co 8.1-15).

No caso do cego mendigo, seu testemunho transformou uma multidão muda e seguidora de Cristo em um povo adorador do Deus vivo.


A capa é uma cobertura que servia de vestimenta para proteger o corpo da pessoa contra possíveis agressões ambientais, como calor, frio ou chuva; para esconder a nudez (Gn 9.23) e  identificar seu possuidor .

A nudez, além de representar um estado do qual a pessoa carece de vestimenta (Jo 21-7), pode caracterizar, espiritualmente, uma pessoa que esteja em pecado (Ap 3.15-19).

Portanto, a capa exprimia a cobertura do pecado. Ou seja,  o portador dela possuía pecados não confessados, ou uma vida com  práticas pecaminosas, que por sua vez, provocam afastamento de Deus (Pv 28.13; 1Pe 3.11-12).

A atitude de lançar a capa de si, simbolizou o abandono da antiga vida pecaminosa em busca do verdadeiro “encontro” com o Senhor Jesus, atendendo ao chamado Dele. Além de caracterizar um ato de fé, pois se aproximou de Jesus consciente que Nele teriam a proteção e provisões que necessitaria. Consequentemente, adquiriu uma nova personalidade transformada pelo poder Divino (2Co 3.18).

“… se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo.” (2Co 5.17)

A cura de Bartimeu foi completa. Ou seja, tanto física, quanto espiritual. Pois, percebeu estar posicionado em um caminho que não era o de Cristo, clamou por misericórdia ao Senhor. E, através da fé, pode ver e testemunhar os milagres que Jesus operou e não retornou para o caminho anterior, preferindo seguir á Jesus.

O clamor persistente do cego, sendo sufocado por muitos, é a menção de vidas que desejam alcançar á Jesus, seja com um louvor, uma súplica, uma palavra ou oferta; que além de serem menosprezadas, são reprimidas por outras pessoas que seguem Jesus. Entretanto,  não devemos julgar ou desprezar o nosso irmão em Cristo, pois também este é servo de Deus. E as obras realizadas para o Senhor pelos Seus servos, devem ser julgadas por Ele (Rm 14).

Este texto também nos alerta sobre a existência de uma multidão muda seguindo á Jesus….

No entanto, devemos estar dispostos e aptos para anunciar a Palavra de Deus á todas as pessoas em mansidão e temor á Ele, em qualquer lugar, tempo ou situação. Seja de repreensão, exortação, com toda a paciência e instrução (Mc 16.15; 2Tm 4.2; 1Pe 3.15). 

O povo de Deus não deve se calar!

 

 

A Paz do Senhor!

 

 

 

 

 

FacebookTwitterGoogle+Compartilhar

Publicado por

Gisele

" É necessário que Ele cresça e que eu diminua." (Jo 3.30)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *