A Luz do Senhor

O livro de Gênesis relata a origem e o tempo de criação dos céus e da terra (sete dias) por Deus. No primeiro dia deste invento, o Criador 1 fez a luz, gostou dela e separou-a das trevas 2. Após isto, o Senhor deu forma e povoou a terra com várias espécies de seres vivos. E, no sexto dia da criação,  a bíblia relata a formação do ser humano segundo a imagem e semelhança de Deus³.

No tempo, a luz é a intercessão entre as criações de Deus, tanto terrenas quanto espirituais4 , e o homem. Na bíblia, a luz representa santidade5, vida em Jesus e Ele  próprio6, conhecimento da verdade, nascimento, ensinamento e sabedoria 7. Portanto, podemos definir a luz como a revelação de todos mistérios de Deus ao homem através de Jesus Cristo.

Quando nos convertemos ao Senhor Jesus, experimentamos o novo nascimento por intermédio do Espírito Santo de Deus. Logo, O Espírito Santo nos transforma em glória cada vez maior, segundo a imagem de Jesus. Por conseguinte, a luz que há em Jesus será refletida através de nossa vida aonde nós estivermos, glorificando Deus Pai8.

A transformação citada anteriormente se chama santificação, sem a qual, não veremos ao Senhor. Ela é um processo na vida do cristão que o capacita á se tornar santo à medida que se separa de pecados, impurezas, tenha uma vida dedicada á Deus e é necessária para vivermos em obediência á Cristo. Com conseguinte,  usufruiremos dos benefícios da redenção realizada por Ele, para a qual Deus Pai nos chamou. E, como quem nos chamou é santo, devemos também ser santos 9.


 

Dentre vários ensinamentos que Jesus ministrou no Sermão da Montanha, disse á seus discípulos (Mt 5.1-2):

Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte;
Nem se acende a candeia e se coloca debaixo do alqueire, mas no velador, e dá luz a todos que estão na casa.

Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus.” (Mt 5.14-16)

 A candeia era um aparelho usado para iluminação e abastecido com óleo. O óleo é o símbolo do Espírito Santo, que por sua vez, habita no interior das pessoas tementes á Deus 10. Neste contexto, a luz representa a santidade5  na vida do cristão (Ef 5.8).

Sobre João Batista, Jesus falou: “ Ele era a candeia que ardia e alumiava, e vós quisestes alegrar-vos por um pouco de tempo com a sua luz.” (Jo 5.35 )

Portanto, podemos classificar a candeia como o ser humano, que quanto mais obediente e entregue ao direcionamento do Espírito Santo, ou seja, quanto mais santo, mais terá sua vida preenchida por Ele. Logo, a manifestação do poder Divino se tornará mais intensa e evidente na vida desta pessoa. Com conseguinte, a luz que pertence á Jesus se revelará às outras pessoas através da vida da mesma, inevitavelmente 11.


Em versículos mais adiante do já mencionado sermão, Jesus falou:

“A candeia do corpo são os olhos; de sorte que, se os teus olhos forem bons, todo o teu corpo terá luz;

Se, porém, os teus olhos forem maus, o teu corpo será tenebroso…” (Mt 6.22-23)

O cristão que busca a santificação é a fonte de luz (candeia) que revela Jesus à humanidade. E, de forma similar, no versículo imediatamente acima, diz que os olhos representam a fonte que transmite mensagens que influenciam o homem que os possuem. E, segundo a bíblia, os olhos são medida de julgamento , podem indicar e influenciar sentimentos; e o corpo, pode simbolizar a alma. Portanto, alma da pessoa refletirá a natureza do “coração” dela.13

Possuir algum impedimento à perfeita visão, representa hipocrisia, afastamento ou ausência de temor ao Senhor 12. Porém, olhos bons são puros, sem malícia, possuem discernimento espiritual, justos segundo Deus. Portanto, quem os possuem, tem a capacidade de analisar pessoas e situações conforme o “olhar” Divino 14.

“… Se, portanto, a luz que em ti há são trevas, quão grandes serão tais trevas!” (Mt 6.23)

Como não há comunhão entre luz e trevas 2, Jesus disse que  quando estamos afastados da Sua presença (em trevas) e julgarmos viver em comunhão com Ele (em luz), somos mentirosos e  totalmente cegos quanto à realidade na qual vivemos 15.

Que os nossos olhos estejam fitos em Jesus e revistamos de Sua luz, praticando todas as virtudes de Cristo em nossas vidas, para demonstrar no exterior, o que aconteceu no nosso íntimo 16!


 

“Eu sou a luz do mundo; quem me segue não andará em trevas, mas terá a luz da vida.” (Jo 8.12)

Jesus Cristo


A Paz do Senhor!

 

  1. Deus (Rm 1.25); Cl 1.15-18;
  2. Gn 1.3-4; 2Co 6.14-15;
  3. Gn 1.27; Gn 2.7;
  4. Gn 1.1; Gn 2.1;
  5. At 26.18; 1Jo 1.5;
  6. Jo 3.19; Jo 8.12; Jo 9.5;
  7. Ef 5.13-14; Is 66.7; Is 2.5; Pv 6.23;
  8. Jo 3.3-7; 2Co 3.16-18; Mt 5.16;;
  9. Hb 12.14; 1Pe 1.1-4; 1Pe 1.14-16; Hb 12.10; Cl 1.12;
  10. Je 25.10; Lc 15.8; Mt 25.8; Ex 35.14; Ex 30.22-33; 1 Co 3.16;
  11. “Eleitos segundo a presciência de Deus Pai, em santificação do Espírito, para a obediência e aspersão do sangue de Jesus Cristo : Graça e paz vos sejam multiplicadas.” (1Pe 1.2)
  12. Mt 7.5; Is 42.16-18; Rm 3.18;
  13. Ex 21.24; Rm 3.18; Pv 15.30; Jo 33.28;
  14. Zc 55.1; Pv 5.21; Pv 21.2; Hc 1.13;
  15. 1 Jo 1.6;
  16. Hb 12.2;  Jo 8.12; Jo 1.9; Rm 13.11-14;
FacebookTwitterGoogle+Compartilhar

Publicado por

Gisele

" É necessário que Ele cresça e que eu diminua." (Jo 3.30)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *