A Eira do Senhor

“E eu, em verdade, vos batizo com água, para o arrependimento; mas aquele que vem após mim é mais poderoso do que eu; cujas alparcas não sou digno de levar; ele vos batizará com o Espírito Santo, e com fogo.
Em sua mão tem a pá, e limpará a sua eira, e recolherá no celeiro o seu trigo, e queimará a palha com fogo que nunca se apagará.” ( Mt 3.11-12)

Estas foram as falas de João, o batista e sacerdote por direito, em relação á supremacia do batismo e pessoa de Cristo. O batismo é uma das doutrinas elementares do cristianismo, identifica o indivíduo com a pessoa de Jesus, simboliza o arrependimento, crucificação e a purificação dos pecados passados.  1

A eira é uma área na qual sementes e cereais são dispersos, trabalhados e removidas suas impurezas, resultando apenas no melhor da colheita. O celeiro é um depósito para os guardarem e a palha, as cascas dos mesmos. 2

A Palavra de Deus é rica em representar o reino dos céus e o ser humano através de elementos da natureza. A eira está representando o mundo, o povo de Deus, o trigo e demais pessoas que não O servem, a palha. Portanto, Jesus (o Filho do homem) destinará á vida eterna (seu celeiro, Reino) apenas o que melhor resultar de sua colheita (seus verdadeiros servos). 3

“Mandará o Filho do homem os seus anjos, e eles colherão do seu reino tudo o que causa escândalo, e os que cometem iniqüidade.
E lançá-los-ão na fornalha de fogo; ali haverá pranto e ranger de dentes.
Então os justos resplandecerão como o sol, no reino de seu Pai.” (Mt 13.41-43)

Reino dos céus (ou de Deus) é a manifestação do poder sobrenatural e divino, exaltando sua glória, justiça e obras progressivamente no coração do ser humano, no presente e futuramente.  4

Os verdadeiros cidadãos deste Reino vivem segundo os ensinamentos de Deus em sinceridade, aceitando Jesus como Salvador de suas vidas. A vida em paz, que busca a justiça e se alegra no Espírito Santo são evidências de que os mesmos vivem o Reino. 5

” … buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.” (Mt 6.33)

A pá simboliza o julgamento e a autoridade de Jesus (O qual sujeitou todas as coisas a si próprio), por ser o instrumento do qual Ele direcionará as pessoas ao destino segundo a natureza das obras que praticaram. E, o fogo renova o povo de Deus (eliminando suas impurezas) e consome o ímpio como a palha (representando o juízo divino).6

Logo, João se refere ao dia no qual Jesus julgará os povos segundo as obras dos mesmos. E, enquanto o batismo com o Espírito Santo é destinado ao povo de Deus para salvação; o batismo com fogo é destinado a todos os demais que optaram ignorar os ensinamentos de Cristo. Logo, o destino destes é de profundo sofrimento por estarem eternamente afastados da presença Senhor. 7


“Quando porém vier o Filho do homem, porventura achará fé na terra?” (Lc 18.8)


“E, naqueles dias, apareceu João o Batista pregando no deserto da Judéia,
E dizendo: Arrependei-vos, porque é chegado o reino dos céus.” (Mt 3.1-2)

 

A paz do Senhor!

 

Referências:

  1. Ml 3.1; Lc 1.5; 12.50; At 2.38; 22.16; Rm 6.3-4; Hb 6.1-2; Mt 28.19; 1Co 10.2
  2. Nm 18.25-32; Rt 3.2; Jó 39.12; Pv 3.10; Jl 2.24
  3. Sl 1.1-3; Mt 3.9-10; 13.31; 13.44
  4. Mt 3.7; Lc 10.9; 11.20; 22.18; Rm 14.17; 1Co 4.20
  5. Mt 5.20; 7.15-23; 10.40; Jo 6.51; 10.28; Rm 14.17
  6. Dt 32.22; Zc 13.9; Ml 3.2-3; Ef 1.22-23; Mt 13.30; 13.41-51; Lc 3.17; 13.21-20
  7. Mt 9.47; 24.45-51; 25.31-46; Rm 2.7; 1 Co 5.5
FacebookTwitterGoogle+Compartilhar

Publicado por

Gisele

" É necessário que Ele cresça e que eu diminua." (Jo 3.30)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *